Serviços Globais de Projeto

×

Cookies

Ao navegar no nosso site estará a consentir a utilização de cookies para obter uma melhor experiência de utilização. Conheça mais sobre a nossa Política de Privacidade.

Notícias

23 de setembro de 2020

Depois da apresentação pública no mês de Julho da Visão Estratégica para o Plano de Recuperação Económica de Portugal 2020-2030, teve lugar durante um mês um debate público alargado, com a participação de múltiplos cidadãos, associações, confederações, autarquias, empresas, universidades, centros de investigação, sindicatos e inúmeros outros organismos.

Foram recebidos mais de mil contributos que versaram todas as áreas e eixos estratégicos apresentados no documento. Este debate, muito participado, é por si só inspirador e mostra o interesse e a posição de muitos cidadãos e instituições na busca de um rumo para o país que possa fazer face à enorme crise económica, social e sanitária gerada pela pandemia Covid-19.

No dia 15 de Setembro foi efetuada a apresentação da versão final deste documento pelos Primeiro-Ministro António Costa e Professor Doutor António Costa e Silva.

No total, no período 2020-2030, Portugal terá um valor de 57,9 mil M€, que corresponde a 6,4 mil M€/ano.

Mais informações no link abaixo: https://www.portugal2020.pt/content/visao-estrategica-para-plano-de-recuperacao-economica-de-portugal-2020-2030-contributos

#galbilec #construímosjuntos


« OUTRAS NOTÍCIAS

Destaques

Galbilec responsável pelo serviço de Consultoria para Elaboração do Plano Estratégico para a Reabilitação Urbana do Centro Histórico de Braga

Apostados em expandir a nossa atividade para novas áreas de negócio, complementares às já existentes, temos orgulho em anunciar que nos foi adjudicado pela Câmara Municipal de Braga.

LER MAIS

Prorrogação do prazo para apresentação de candidaturas ao apoio à eficiência energética em edifícios de serviços

O apoio, concedido no âmbito do PRR - Plano de Recuperação e Resiliência, é atribuído a fundo perdido, tem uma taxa de comparticipação máxima de 70% e incide sobre o total das despesas elegíveis da candidatura, com o limite máximo de 200 mil euros por beneficiário.

LER MAIS